terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fugir da aparência do mal


1 Tessalonicenses 5.22 - Abstenham-se de toda forma de mal.

Como cristãos impactados pela palavra de Deus e novas criaturas, sabemos que devemos renunciar a algumas coisas e práticas, que antes de nossa conversão pareciam normais. A abstenção de certos alimentos que nos fazem mal, por exemplo é difícil, mas que se nós analisarmos pelo lado da saúde, é importante e necessária.

Abster-se a deteminadas coisas relacionadas a nossa vida é preciso e nós devemos NÃO nos sujeitar a elas, pois podem tornar-se prejudiciais: lugares frequentados, alimentaçao, até algumas amizades que podem nos prejudicar... sabemos que não é fácil, mas devemos "renunciar" a determinadas atitudes que antes nós tinhamos e que achávamos que eram corretas.

Ao aceitarmos a Cristo, aceitamos também as condições de procurarmos viver uma vida regrada: pensar como Cristo, andar como Cristo e, para isso devemos fugir de toda aparência do mal. É preciso sim coragem, mas não é impossível de se conseguir... Devemos ter consciência de que nossa vida espiritual é importante e que ao negarmos o mal, fugimos dele, nós nos achegamos mais a Deus e dessa forma buscamos santidade, fazendo assim com que o mal fuja de nós, pois a uma vida santificada com Cristo não há tentações que nos atinjam... e com santidade veremos a Deus...

Tudo o que não agrada a Deus é uma forma de mal e se estiver em nossa vida nos afasta de Deus criando assim um abismo enorme que nos separa de termos uma maior comunhão com o Pai. Devemos dizer NÃO a toda forma de tentação.

Jesus foi tentado no deserto, mas a sua ligação espiritual com o Pai e toda a Sua obediência e conhecimento da Palavra (pois Ele é a propria Palavra, pois o Verbo se fez carne) o fez fugir da aparência do mal, de toda tentação que Satanás lançou através da propria Palavra de Deus... vejam aí a astúcia do inimigo, pois tentou o proprio Filho de Deus, mas a mesma Palavra o derrotou, pois Jesus estava em constante comunhão com o Pai, ligado, e isso O fez abster-se de toda forma de mal (lembrem-se que o inimigo irá tentar em alguma fraqueza nossa; Jesus havia jejuado quarenta dias e quarenta noites). Sejamos prudentes e vigilantes, fujamos da aparência do mal, que só leva a destruição e perversão do ser humano e afasta o homem cada vez mais da santidade, e de buscar a verdadeira estatura de varão perfeito que está em Cristo Jesus e nos tira do centro da vontade de Deus...

Portanto, amado irmão, FUJA DA APARÊNCIA DO MAL, peça discernimento ao Senhor nosso Deus para que você fuja de todas as "fraquezas" que lhe levam a afastar-se de Deus...

Lembre-se não existe "PECADINHO" nem "PECADÃO", seja de que tamanho for é PECADO e nos afasta de Deus...

Fonte: www.louvorcontinuo.multiply.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário